Riscos do tabagismo em suas diferentes variações





Os malefícios do cigarro já são conhecidos e divulgados desde a década de 50, quando foram comprovados pela medicina e fumar começou a deixar de ser sinônimo de status social. O narguilé, por exemplo, espécie de cachimbo de água, por meio do qual o tabaco (geralmente aromatizado) é fumado com o acréscimo de melaço, parece mais inofensivo, mas suas consequências negativas também são de domínio público.

Em pesquisa realizada pelo Instituto Nacional de Câncer (Inca), foi descoberto que uma sessão de narguilé corresponde a consumir cerca de 100 cigarros. Mas, e os outros modos de consumir tabaco, como o charuto e o cachimbo, também são nocivos à saúde? A resposta é sim.
Cachimbos, charutos e cigarrilhas

Os apreciadores dos charutos os defendem, alegando que, como a fumaça não é tragada, e em sua composição não há agentes químicos, eles não são tão danosos quanto o cigarro.  No entanto, por não terem filtros, diferentemente do cigarro, ao fumá-los o prejuízo é imenso.
“O charuto contém mais nicotina do que o cigarro, e o fato de a fumaça produzida ser mais alcalina do que a do cigarro facilita sua absorção pela mucosa oral, de modo que são alcançados altos níveis de nicotina circulante, mesmo com menor inalação de fumaça”, explica a dra. Maria Vera Castellano, presidente da Comissão de Tabagismo da Sociedade Paulista de Pneumologia e Tisiologia (SPPT).
Quanto ao cachimbo, ele afeta o organismo de forma similar à do charuto.

“Embora a frequência de uso geralmente seja menor que a do cigarro, o maior contato com a fumaça, principalmente pela mucosa oral, faz com que ocorra alta prevalência de câncer principalmente de cavidade oral, além de Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC) e doença coronariana.”

As cigarrilhas, charutos menores, também fazem mal devido aos altos teores de nicotina, que geram mais dependência.
Em suma, não é possível classificar alguma forma de apresentação de tabaco como menos nociva aos tabagistas, verifica a especialista. Cada uma delas, seja narguilé, cachimbo, charuto ou cigarro de palha, tem suas particularidades no que se refere aos danos à saúde.
“Não há modo de fumar sem se prejudicar. Prejuízos e doenças relacionadas ao sistema respiratório e em outras partes do corpo são, portanto, consequências possíveis decorrentes de todo tipo de fumo.”

A melhor decisão é, portanto, abandonar toda e qualquer inalação de fumaça. “A dependência da nicotina deve ser tratada com as terapêuticas farmacológicas e comportamentais existentes e de eficácia já comprovada para tratamento de fumantes. Seja por meio de medicamentos, adesivos, chicletes ou pastilhas, o médico poderá indicar as melhores alternativas para aumentar as chances de sucesso de cada paciente.”



Riscos do tabagismo em suas diferentes variações Riscos do tabagismo em suas diferentes variações Editado por saude.chakalat.net on 11:33 Nota: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.