Fetos fazem 'caretas' quando as mães fumam, diz estudo britânico






Uma pesquisa das universidades de Durham e Lancaster, na Inglaterra, mostrou que os fetos de grávidas fumantes fazem muitos movimentos com a boca e com as mãos (colocadas sobre os rostos), quando comparados com os filhos das grávidas que não fumam. Através da ecografia 4D (ultrassonografia em quatro dimensões), é possível notar as caretas dos pequenos.

Inovação tecnológica recente, a ecografia 4D mostra uma espécie de conjugação entre altura, largura, profundidade e movimento, gerando um vídeo tridimensional do bebê. Nadja Reissland, médica responsável pelo experimento, analisou as imagens dos minúsculos movimentos no ventre de cada uma das 20 mães do Hospital Universitário James Cook, na cidade de Middlesbrough, na Inglaterra.

Das pacientes analisadas, quatro fumavam uma média de 14 cigarros por dia. Estudando os exames nas 24ª, 28ª, 32ª e 36ª semanas de gestação, Reissland constatou que a taxa de movimentos com a boca e o próprio toque era consideravelmente maior nos fetos destas mães.

No Brasil, recomendações do Ministério da Saúde advertem que o tabagismo em gestantes aumenta o risco de um nascimento prematuro, problemas respiratórios para a criança e até de aborto espontâneo. Pesquisadores acreditam que mostrar os efeitos do tabagismo em bebês ainda no útero pode encorajar as futuras mães a largarem o cigarro.

A médica pretende expandir a pesquisa inicial para um projeto maior, para verificar se os bebês gerados por mães fumantes podem sofrer um atraso no desenvolvimento do sistema nervoso central. "É necessário um estudo maior para confirmar estes resultados e investigar efeitos específicos, incluindo a interação entre o estresse materno e o tabaco", acrescentou



Fetos fazem 'caretas' quando as mães fumam, diz estudo britânico Fetos fazem 'caretas' quando as mães fumam, diz estudo britânico Editado por saude.chakalat.net on 04:37 Nota: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.