O que andamos falando


Fumantes têm mais chances de contrair coronavírus







Um vírus muito agressivo para os pulmões, o novo coronavírus pode ser ainda mais prejudicial para fumantes e ex-fumantes. De acordo com uma pesquisa da Universidade de Ciência e Tecnologia de Huazhong, em Wuhan, na China, as pessoas que fumam têm 14 vezes mais chances de desenvolver quadros graves de Covid-19 do que os pacientes que não possuem o hábito.

O estudo, que foi publicado pela equipe no Chinese Medical Journal no fim de fevereiro, também constatou que até aqueles com histórico de tabagismo têm um risco 14% maior de desenvolver pneumonia quando infectados pelo novo coronavírus. Segundo os especialistas, isso acontece porque fumar causa um quadro inflamatório crônico nos pulmões.

O fumante ativo sofre com a agressão direta da fumaça e do calor gerado pelo cigarro, o que leva a um processo inflamatório crônico, o que facilita a penetração do vírus. O ex-fumante, dependendo do tempo que parou, ainda pode ter esse processo inflamatório, ou mesmo, já ter uma doença pulmonar relacionada ao fumo. Portanto, são grupos de risco.

Além disso, existe o fato de que ao fumar, a pessoa leva muito a mão na boca, o que facilita na proliferação da Covid-19. A RTD de Tabagismo destaca que se o fumante for de narguilé, a carga tabágena é bastante superior ao cigarro tradicional, e ainda há compartilhamento da piteira, contribuindo inclusive para a transmissão do coronavírus.

Decisão

Abaixo, seguem algumas dicas que podem ajudar os fumantes na hora de colocar um basta no vício:

1 – Defina um dia para parar de fumar.
2 – Corte gatilho do fumo. Os gatilhos são diferentes em cada fumante. Para um é o cafezinho, para outro é o companheiro de trabalho que também fuma e o convida para um intervalo.  Confira as dicas abaixo para não cair nesses gatilhos e acender um cigarro:
•Se está acostumado a dirigir fumando, não tenha cigarro no carro.
•Se fuma após as refeições, levante-se imediatamente após terminar e escove logo os dentes, o que ajuda a diminuir a fissura pelo cigarro.
•Chupar gelo e comer cubinhos de frutas geladas ajuda a se livrar da fissura.
•Evite espaços que tenham pessoas fumando.
•Evite bebida alcoólica e café, principalmente se estavam associadas ao ato de fumar.
• Beba muita água, especialmente quando tiver vontade de fumar.
3 – Faça algum tipo de exercício, pois ajuda a relaxar. Mesmo no espaço de isolamento, é importante fazer alguma atividade: arrume a casa, medite, faça alongamento. Faça uma respiração profunda cada dia durante 3 a 5 minutos. Inspire pelo nariz muito lentamente, prenda a respiração por alguns segundos e expire lentamente pela boca. Tente fazer a sua respiração com os olhos fechados.
4 – Procure manter-se ocupado e fazer coisas que aumentam a sensação de bem estar e preencha o espaço deixado pelo cigarro.
5 – Se você falhou, levante-se e siga adiante. Lide com isso com naturalidade. Veja onde errou e comprometa-se a não cometer o mesmo erro novamente.
6 – Evite ficar no mesmo ambiente com pessoas que fumam, comunicando a elas que você está em processo de parar.
7 – Todos os dias, guarde o dinheiro que você gastaria com o cigarro e o conte ao final de cada semana para ver quanto economizou.
8 – Encontre um outro fumante que esteja tentando parar, e ajudem-se mutuamente com palavras positivas e ouvindo desabafos.
9 – Assim como o cigarro deve ficar longe de quem está tentando parar de fumar, um kit de salvação para vencer a fissura deve estar próximo. Lembre-se sempre que a fissura dura no máximo 5 minutos e é autolimitada. Confira alguns substitutos saudáveis, de baixa caloria, que podem ajudar a driblar a vontade de fumar e manter o cigarro longe:
• água gelada
• palitos de cenoura crua
• água de coco
• frutas geladas picadas
• cristais de gengibre
*Com informações da Secretaria de Saúde

Nos Siga nas Redes Sociais: Twitter, Facebook, Instagram, Youtube . Adicione no grupo do Whatsapp

Deixe seu comentário e nos marque(@Sua Saúde) pra gente ver:

Nenhum comentário