O que andamos falando


Tabagismo na Adolescência




Olá! Eu sou a Dani e esse texto fala sobre Tabagismo na Adolescência.



A experimentação dos primeiros cigarros - inicialmente desagradável - é seguida pela adaptação ao sabor e às sensações de prazer, assim como pelas associações comportamentais vivenciadas pelo jovem debutante na dependência tabágica. Os cigarros consumidos nos intervalos ou na saída das escolas passam a ser usados em baladas, incluindo as festas "rave", onde tudo pode rolar. A indústria tem se revelado ardilosa para fisgar os jovens; suas táticas incluem a oferta de brindes e amostras, assim como a venda de cigarros a preços módicos nesses ambientes.

É importante monitorar a iniciação do tabagismo em adolescentes, por essa ser uma ação passível de prevenção.

A nicotina é uma das substâncias que mais causam dependência química, e a maioria dos usuários de cigarro começa o uso na adolescência, com consequências para sua saúde a longo prazo. Os adolescentes fumantes sao mais vulneráveis a infecçoes respiratórias, patologias bucais e reduçao de sua capacidade física. A Organizaçao Mundial da Saúde (OMS) considera que o fumo é a principal causa de morte por câncer que pode ser evitada no mundo. Assim, várias campanhas antitabagismo têm sido criadas, visando principalmente o público jovem.

O tabagismo é uma doença, inscrito na Classificação Internacional de Doenças, 10ª revisão (CID 10; F17), e merece de nós atenção e cuidados redobrados por suas danosas consequências, incluindo a nossa adequada capacitação para a oferta de tratamento em nossa prática cotidiana. Essa medida, além de gerar uma melhor qualidade de vida para o nosso paciente, é crucial para a prevenção da iniciação tabágica dos filhos,

Espero que você tenha gostado da abordagem. Segue a gente nas Redes Sociais: Twitter, Facebook, Instagram, e no Youtube. Entre no grupo do Whatsappe no grupo do Telegram

Deixe seu comentário e nos marque(@Sua Saúde) pra gente ver:

Nenhum comentário